terça-feira, 1 de julho de 2014

A gente só fica puto mesmo quando fodem com o que a gente ama!



Com o arrefecimento da crise política atual do Brasil parece que a ortodoxia tem crescido junto ás opiniões a favor e contrárias á Copa.

Só não cresce o PIB do Brasil nem o bom senso.

É a lógica binária que o Sakamoto exemplificou muito bem. "CRICAQUI" (Vejo pedras vindo em minha direção em 3, 2, 1 ...).

Enfim. A Copa começou e o #nãovaitercopa se rendeu ao #tatendocopasim para convulsões estomacais dos coxinhas de plantão e pessimistas de carteirinha  Imagina na Copa.

Nem precisa mais imaginar. A Copa do Mundo do Brasil esta sendo um sucesso dentro e fora do país. Como vários meios de comunicação estrangeiros já disseram essa está sendo uma das melhores Copas. Pela qualidade dos jogos, quantidade de gols e pelo clima que o povo brasileiro imprimiu á festa. Nenhum grande incidente foi registrado além dos de costume - bebedeiras, um ou outro torcedor mais exaltado e tal. A mobilidade deu conta e nenhum aeroporto caiu. E até as superfaturadas arenas estão sendo elogiadas (também né!). "Imagino" que essa Copa já está deixando é saudades.

A FIFA não vende futebol. Vende paixão e emoção através do esporte. Não é a toa que tem mais membros que a ONU. Qualquer análise pura e simplesmente pragmática e racional sobre o evento não se sustenta por muito tempo. Claro que especialmente no nosso caso não podemos esquecer de tudo que nos custou realizar essa Copa. Mas que lembremos disso oportunamente ao invés de tecer tanto mimimi e se arrepender depois (clique AQUI artigo que fala dos arrependidos da Copa). Já que a festa está bem paga o negócio é curtir agora e apresentar a conta a quem organizou na hora certa.

A conta parece estar perto dos 35 Bilhões. A mais cara de todas. Mas engana-se quem acha que esse dinheiro seria muito bem usado em saúde, educação e infraestrutura. A ultima Copa foi a 64 anos. O que aconteceu de lá pra cá com saúde e educação se não tivemos Copa? Melhorou por acaso? E bem ou mal melhoraram uns aeroportos. Fizeram umas pontes e viadutos novos e até asfaltaram umas avenidas (a que liga o aeroporto de Curitiba ao centro da cidade estava um caos até uma semana antes do primeiro jogo na cidade que foi dia 16 de junho). Mas fizeram. Não quero Malufizar, por isso insisto que a conta deve ser apresentada aos governos em outubro. E reclamar depois que está tudo mais ou menos pronto também não adianta. Assim como as obras, os protestos também estavam atrasados.

E tem ainda os que acham que se o escrete nacional perder fica mais fácil mudar o governo. Ganhe alguns minutos de conhecimento e assista o vídeo abaixo. Por favor de você mesmo.



Você apaixonado, cônjuge dedicado, chega um dia mais cedo em casa e no corredor encontra uma cueca que não é sua (ou calcinha). Entra no quarto e vê a cena: a coisa que você mais ama na vida está te traindo  Tão fodendo, literalmente, com o que você mais ama.

Eu acho que a falência da saúde, educação, transportes e afins não causou tanta comoção quanto a organização desta Copa que era pra ser a Copa do povo mesmo, no sentido mais humano da coisa. Mesmo os protestos de junho de 2013 onde se dizia não ser só por 20 centavos, foi desencadeado pelas cifras divulgadas com o mundial nacional. Eu acho que é por isso que tem tanta gente fula da vida discorrendo os maiores impropérios em debates reais e virtuais sobre a Copa, sua organização e legado. Tanto melhor.

Se antes as necessidades básicas dos brasileiros não inspiravam tanta revolta, talvez ter feito um mundial do jeito que fez, a preço de dois/três, tenha sido o melhor tiro no pé que o governo já deu. Pegou no coração do brasileiro (e olha que no jogo Brasil e Chile teve gente que infartou e morreu, sem trocadilho).

Legado? Mais que estradas, aeroportos e Arenas, as quais algumas servirão pra disputar final de campeonato de várzea como em Manaus e Cuiabá, e uma taça de ouro, o melhor legado espero que seja o despertar de uma consciência política mais profunda na população em função de todos os acontecimentos oriundos desse mundial. Da nossa paixão que nos foi traída.

Tudo indica que teremos prorrogação em outubro. Mas que o povo que faz este país que seja o campeão  E que nossa alegria não ofusque nossa memória




5 comentários:

  1. Renato, otimo texto, com sempre, mas só nãoentendi a relação da traição, o governo não esta traindo ninguem, ele esta fazendo todas as cagadas que sempre soubemos!abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi meu caro. O brasileiro é apaixonado por futebol e o fato do governo ter ferrado com essa paixão, sinto que é como se o brasileiro se sentisse traído.

      Excluir
  2. Toda paixão traída torna-se revolta de primeira grandeza!
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Ahhh vc Malufizou um pouco sim!! rsrsrs

    Ainda bem que você se redimiu no final do seu texto, se não eu te daria um sonoro "cartão vermelho" ..hehehehehehehe

    É claro que nos sentimos traídos sim!!

    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cartão vermelho lembra chuveiro, vestiário Gera. rs

      Excluir